Caio Maior

Caio MaiorCaio Maior: Difícil se definir, mas afinal quem melhor para se descrever do que você mesmo. Sobre música, posso falar que gosto de vários estilos, mas o peso de uma afinação baixa é o que me faz existir. 

Acredito que a ética já mudou de figura e a moral, por ser um senso comum da sociedade, hoje em dia está mais pro lado dos políticos, ou seja, roubalheira, corrupção, tráfico e tudo que sabemos que existe e fingimos que é normal. Então me considero um brasileiro sem moral. Não acredito que uma pessoa possa mudar o Brasil sem ir pra rua. Uma revolução me deixa mais crédulo. 

Minha vida é logica e não tem sequência nenhuma, cada dia que espero algo certo acontecer a diferença prevalece. Talvez você não me entenda e simplesmente me compreenda. 

Gosto do grito e curto um silencio, guitarras são fodas, mas prefiro bateria. Hoje eu te amo e amanhã você é meu passado. Gosto do previsível, mas vivo o “não saber”. Sou uma pessoa do bem e tenho coisas do mal. Viajo na tranquilidade e sou agitado. Gosto da paz, mas prefiro ver a destruição. Sou certo e errado, sou o equilíbrio.